Multiways

Importação

Pimentel diz que aumento do Imposto de Importação é defesa comercial
09 de Fevereiro de 2011

 

Brasília – O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior analisa "com lupas" a possibilidade de elevar o Imposto de Importação (II) de produtos cujos similares nacionais sofrem forte concorrência de produtos importados, por causa da valorização do real em relação ao dólar.

 

A afirmação foi feita no dia 4 de fevereiro de 2011 pelo ministro Fernando Pimentel, ao participar da reunião de Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), em São Paulo. Ele ressaltou que medidas dessa natureza são adotadas pela maioria dos países, sem conotação protecionista, e que elas são, sim, segundo ele, uma questão de defesa comercial.

 

Ele disse que o ministério não tem intenção de fechar a economia, nem a elevação de alíquota será adotada de forma indiscriminada. “Não queremos hostilizar ninguém e nem abrir guerras comerciais. Estamos examinando com lupa as importações, que compreendem 12 mil itens. Aumentaremos o imposto só onde comprovadamente houver concorrência danosa, respeitando as regras da Organização Mundial do Comércio [OMC]”.

 

Pimentel disse que os setores mais prejudicados pelo aumento das importações, sobretudo de produtos originados de países asiáticos, são as indústrias de calçados, têxteis e de máquinas e equipamentos. Ele destacou, porém, que qualquer elevação do Imposto de Importação não será imediata, pois não existe definição ainda sobre os setores em que será aplicada.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Planeta Sustentável